Blog do Eloi Zanetti – Consultoria, Palestras e Artigos de Marketing, Criatividade e Vendas

Blog do publicitário e escritor Eloi Zanetti. Consultoria, palestras, artigos e tudo o que você precisa saber sobre marketing e vendas. Curitiba – PR | Rua Senador Saraiva 78 | Telefone 3026-0222

  • RSS
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • E-mail

O sucesso ou o fracasso das nações não depende de fatores econômicos ou de riquezas naturais, mas de como as suas instituições são montadas. Boas instituições nos levam, de forma natural à prosperidade. Inapropriadas à pobreza.

Instituições não são somente valores jurídicos-legais ou a sistemas de governos, mas, sim de todos os valores, crenças, costumes e culturas consensualmente aceitos pela sociedade.

Instituições positivas: confiança mútua, ética no trabalho e na política, reciprocidade, bom senso comunitário, valorização social do mérito e do esforço individual, respeito à propriedade, respeito aos contratos contribuem para a harmonia e a coesão da sociedade.

Instituições negativas: tudo isso que está aí no Brasil. Nem preciso listar.

Você poderá gostar também de:

  • Elói:
    Este teu posto está me parecendo o livro do Belimoro, sobre o 'Jeitinho Brasileiro'. Ao qual eu tenho criticado veementemente. Com profundamente preconceituoso. Originado naquele tratamento, tão comum entre nós, do 'nós trabalhamos' e o 'resto' vive de Bolsa Família. 'Jeitinho', que existe em maior grau que o nosso, num sem número de países. Num caso semelhante a este, teríamos feito o mesmo ou até melhor. A principal crítica que eu faço a 'obra' do mestre, é a abosluta falta de embasamento empírico. Apenas uma 'revisão bibliográfica', coisa já totalmente fora de moda no meio acadêmico; e de uma gama de autores conservadores, num processo neo-escolástico – que me perdoe Santo Tomás de Aquino – com vistas a embasar os seus preconceitos. Nossa diferença com o processos sociais do Chile é pequena – vide o recente estudo da Vanberbilt University (USA) sobre propinas: eles são os primeiros e nós somos os segundos menos 'propinados' das américas. A menos que você esteja se pautando no 'sucesso' do modelo neoliberal chileno, muito aplaudido pelo núcleo conservador, da grande mídia internacional. Seu tamanho e suas desigualdades sociais não são comparáveis ás nossas, mas continua existindo pobreza endêmica por lá !

  • Como adendo ao comentário acima, teria a acrescentar algumas correções ortográficas: post, em lugar de 'posto'; e Belmiro (Valderde Jobim Castor), em lugar de 'Belimoro'. Também recomendaria, aos interessados, o texto do escritor chileno Ariel Dorfaman, 'Chile: o verdadeiro milagre dos milagres', que neste artigo e em alguns dos seus livros, trata das condições de trabalho nas minas daquele País; disponível no boletim eletrônico OperaMundi, em http://operamundi.uol.com.br/opiniao_ver.php?idCo