Blog do Eloi Zanetti – Consultoria, Palestras e Artigos de Marketing, Criatividade e Vendas

Blog do publicitário e escritor Eloi Zanetti. Consultoria, palestras, artigos e tudo o que você precisa saber sobre marketing e vendas. Curitiba – PR | Rua Senador Saraiva 78 | Telefone 3026-0222

  • RSS
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • E-mail

Afaste-se dos tolos, dos infelizes e dos azarados.

Amigos quero repartir com vocês este pensamento do filósofo espanhol Baltazar Gracian

 

“Não se tornar infeliz por compaixão aos infelizes. É comum os infelizes ganharem compaixão daqueles que querem compensá-los com privilégios inúteis, para insulto da sorte.  Como costuma acontecer com os contágios, os problemas só começam a surgir com o passar do tempo. Estas pessoas não podem ser ajudadas, pois seus problemas são mais profundos.

Se você se identificar com elas, elas te arrastam junto. Você vai ser enredado por discussões, problemas etc. Sua família e seus negócios irão juntos. O único jeito é eliminá-lo ou sofrer as conseqüências.

A personalidade contagiante tem uma raiz de instabilidade interior que se irradia atraindo desastres. Existe um desejo interno, profundo de destruir e de perturbar. Você pode passar a vida inteira estudando a patologia das personalidades contagiantes, mas não perca o seu tempo, afaste-se delas.

Se desconfiar que está na presença de uma pessoa contagiosa, não discuta, não tente ajudar, não passe a pessoa para os amigos, ou você cairá na teia. Fuja ou sofrerá as conseqüências.

O risco de se associar se a contaminadores é que você perde tempo, energia para se livrar disso. Culpado por uma espécie de associação, você também será taxado de sofredor e de perdedor aos olhos dos outros. Jamais subestime o contágio de uma pessoa contagiante.

Cuidado com os tipos que vivem em estado de eterna insatisfação e de inveja. Afaste-se dos tolos, dos teimosos e dos fúteis eles não irão mudar nunca.”

 

A propósito a melhor definição de inveja que já vi é este conto:

 

Eram duas irmãs, uma chamada Maria e outra Inveja.

Uma fada gostava muito das duas e um dia apareceu e disse:

Gosto muito de vocês e quero recompensá-las, mas tem uma condição:

Você Inveja pode pedir tudo o que quiser do mundo, mas terei que dar em dobro o que pedir para sua irmã Maria.

Ah! Não! Respondeu a Inveja. Como assim o dobro para a Maria?

Ora, disse a fada – você pode pedir o que quiser – ouro, bens, castelos, saúde, tudo o que quiser. A condição é que sobre aquilo que você pedir darei o dobro para a Maria.

A Inveja pensou e disse: “O dobro para a Maria…bem então quero que você me fure um olho.”

 

Você poderá gostar também de:

  • thais

    Olá Tio,

    Acabei de descobrir o seu blog e já estou, para usar a palavra da vez, curtindo.
    Abraços,
    Thais Becker

  • Oi! Thais – grato pelas palavras. acompanhe mesmo, sempre tem alguma novidade.

  • fefragacwb

    Excelente e verdadeiro.

  • JAKOBSON

    Eloi, Muito bom!