Blog do Eloi Zanetti – Consultoria, Palestras e Artigos de Marketing, Criatividade e Vendas

Blog do publicitário e escritor Eloi Zanetti. Consultoria, palestras, artigos e tudo o que você precisa saber sobre marketing e vendas. Curitiba – PR | Rua Senador Saraiva 78 | Telefone 3026-0222

  • RSS
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • E-mail

Sempre defendi a idéia de que a comunicação empresarial interna, além de funcionar como importante ferramenta de gestão, pode também colaborar, e muito, nas atividades do marketing de relacionamento. Não encantaremos os clientes lá de fora se não combinarmos antes com o pessoal de dentro de casa sobre os deveres a cumprir.

Comunicação é trabalho de catequese – é preciso doutrinar, em todas as oportunidades, os colaboradores num propósito comum: o de atender bem aos nossos clientes.

Dentro do universo empresarial a comunicação precisa ser vista como um amálgama – ela tem o poder de juntar os interesses de todos numa única direção.

Porém, por ser uma atividade quase artesanal, que dá muito trabalho e pouco prestígio, os marqueteiros fogem dela, relegando-a a um segundo plano. Solta, vai encontrar seus defensores entre o pessoal do RH que, com boa vontade, pouca verba e carentes de expertise tentam fazer o trabalho, embora lhes falte a força do apoio técnico e político para a completa execução do trabalho. Com isso perde-se a chance de engajar os colaboradores na causa principal de qualquer empresa, a de atender bem.

Se os marqueteiros olhassem para dentro das suas empresas com o mesmo cuidado com que olham para o mercado extramuros, veriam que as estratégias arduamente trabalhadas pelas diretorias vão se perdendo pelo caminho por falta de comunicação  interna de boa qualidade. Somente 5% das estratégias emanadas pelos comandantes chegam ao destino final, àqueles que realizam os processos e fazem a empresa andar. Uma estratégia só será estratégia se for bem comunicada e entendida por todos. Sem comunicação ela é apenas uma promessa de algo ainda não realizado, um sonho.

Outra utilidade da comunicação interna é fazer com que todos toquem seus trabalhos em perfeita sintonia e ritmo. Tal qual a batuta de um maestro, que orienta seus músicos nas noções de tempo e empenho, a comunicação ajuda a criar mais harmonia no ambiente empresarial. Quer ver sua empresa funcionando como uma orquestra? Capriche na comunicação interna.

Também temos que deixar de pensar que uma empresa é a figura do seu presidente, sempre exposto à mídia e aos holofotes. A empresa somos todos nós. A ela pertencemos e vice-versa. Fazer estes conceitos serem percebidos com clareza, só com um trabalho de comunicação estruturado, por meio de estratégias bem definidas e realizações primorosas, dia após dia, ano após ano. Como as plantas, a comunicação precisa de tempo para vingar, crescer e produzir resultados. Muitos abandonam o trabalho da comunicação porque não entendem que ela só será bem percebida depois de sedimentar-se. Como na construção de uma parede de tijolos, fiada após fiada. Por isso, trabalhos pontuais e isolados não funcionam direito. Tempo e persistência, sempre.

E, se até Zeus dispunha de um mensageiro, Hermes, para dar os recados das suas estratégias aos outros deuses e aos humanos, por que nós, simples mortais, não devemos dispor da comunicação para ajudar nos nossos trabalhos administrativos e de marketing. Valorizar e insistir sempre. A comunicação funciona.

Você poderá gostar também de:

  • Liliana Sobieray

    Olá Eloi, adorei o texto, pois sou muito fã do assunto. Pena que coisas que parecem tão simples, são, muitas vezes, tão difíceis de serem adotadas como ferramentas nas empresas. Um abraço!

  • liliana para se fazer comunicacao interna é preciso que a diretoria "firme a intenção".

  • Acredito que esse texto descreve algumas importantes funções do Comunicador Institucional, um curso superior que ainda é desconhecido para muitas pessoas. Com esse texto, podemos perceber a relevância e necessidade de alguém assim nas empresas.