Blog do Eloi Zanetti – Consultoria, Palestras e Artigos de Marketing, Criatividade e Vendas

Blog do publicitário e escritor Eloi Zanetti. Consultoria, palestras, artigos e tudo o que você precisa saber sobre marketing e vendas. Curitiba – PR | Rua Senador Saraiva 78 | Telefone 3026-0222

  • RSS
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • E-mail

A diferença entre herança e legado é que a primeira normalmente representa valores materiais, dinheiro ou bens imóveis que se transferem entre pessoas, geralmente parentes. Legado é a transmissão de valores, quase sempre subjetivos, que se passa de uma geração a outra. Está ligado a causas maiores: humanísticas, educativas, comportamentais e culturais. Quem recebe um legado tem a obrigação de retrabalhá-lo e repassá-lo de forma enriquecida aos seus descendentes.

 Entre os maiores valores que pais e professores podem legar às nossas crianças está, sem dúvida, o gosto pela leitura, a porta de entrada para as principais aptidões de que uma criança precisará no futuro. O hábito da boa leitura, ao longo do tempo, trará formação humanística, conhecimento sobre outros povos, culturas e costumes e com isso maior capacidade de entender o mundo que nos cerca e todas as suas diferenças. Com isso os jovens ficarão mais tolerantes e comunicativos e, com certeza, mais criativos, pois a criatividade nada mais é senão ligar uma informação sobre aquilo que sabemos a outra.

A diferença entre uma criança se tornar, no futuro, apenas um bom técnico e um profissional de grande respeito será o somatório de livros que leu. A carência de um bom vocabulário faz a estagnação de carreiras promissoras. Elas crescem à medida que aumenta o vocabulário que o profissional tem para se comunicar. Para os cargos de maior relevância, é preciso ir além do conhecimento da técnica: é necessário saber se exprimir com clareza e de maneira lógica. Diretores e presidentes de grandes empresas dominam mais palavras do que seus subordinados, em média de sete a oito vezes. Digo sempre aos meus alunos quando dou aulas ou palestras: “Querem fazer diferença nas suas carreiras, comecem a ler.” E acrescento: “Não esperem resultados imediatos, pois eles serão cumulativos, isto é, demoram a aparecer, mas uma vez adquiridos são para a vida toda.”

Pais devem começar, desde a primeira infância, a acostumar seus filhos ao mundo dos livros, revistas e jornais. Uma das maneiras é deixá-los perto dos mesmos, ao alcance das suas mãos, em prateleiras baixas, sofás e até no chão. Se possível monte uma pequena estante para incentivá-los a ter suas próprias bibliotecas. E ao passear por shoppings deve se acostumar a entrar com eles em livrarias, levando-os aos livros infantis. Grandes livrarias oferecem atrações como áreas especiais para crianças e algumas promovem de tempos em tempos rodas de contação de histórias e debates com escritores.

Nesta fase vale de tudo para acostumá-los a ler. As histórias em quadrinhos, por exemplo, são ótimas para iniciá-los no mundo da leitura. Livros como “Harry Porter”, “Senhor dos Anéis” ou “Diário de um Banana” têm contribuído, em muito, para que jovens se acostumem a ler e descubram o prazer de soltar a imaginação e viajar com o escritor. Acostumados, buscarão outros títulos e em breve poderão estar lendo Machado de Assis, sem reclamar.

Professores e pais devem ler à exaustão histórias para os pequenos, pois o hábito de ouvi-las fará descobrir que aquele maravilhoso mundo do faz de conta, que tanto os excita, está nos livros. Ouvir histórias dá significado à vida das crianças, senso de pertencimento à família e, principalmente, segurança. Criança que ouve histórias certamente aprenderá a gostar de ler.

Você poderá gostar também de:

  • A leitura é muito importante, não só para crianças, mas para as pessoas em um todo.