Blog do Eloi Zanetti – Consultoria, Palestras e Artigos de Marketing, Criatividade e Vendas

Blog do publicitário e escritor Eloi Zanetti. Consultoria, palestras, artigos e tudo o que você precisa saber sobre marketing e vendas. Curitiba – PR | Rua Senador Saraiva 78 | Telefone 3026-0222

  • RSS
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • E-mail

Há algumas semanas, nossa professora na Escola de Escrita Criativa, Nanete Neves, levou para lermos e comentarmos em sala um conto chamado “Piá não sofre? Sofre.” – de Mario de Andrade, texto considerado o melhor conto brasileiro de todos os tempos.  Estranhei que um escritor paulista, escrevesse o termo piá, uma vez que é um termo bem sulista, usado em Curitiba, parte do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, mas sabendo da abrangência e das pesquisas sobre os assuntos da cultura brasileira que o escritor fez, o estranhamento acabou. Bem, vamos a palavra piá e porque gosto dela. Piá é um termo guarani e indica “meu queridinho, uma coisa ligada ao coração – piã – de dentro da pessoa”, usada quando nossos indígenas queriam se referir a um menino pequeno desde seu nascimento até a adolescência. Aqui, em Curitiba, a palavra ganhou algumas derivações: um “piá de bosta” é um zero a esquerda, um “piá pançudo” é alguém pretensioso, arrogante, metido a besta, já o “piá de prédio” é o garoto que não sabe brincar na rua, inapto para a vida prática.  O senador Requião, certa vez, a fim de desmoralizar o atual governador, Beto Richa, chamou-o de piá de prédio que só sabia jogar bolinha de gude no tapete da sala. Falamos piazote quando conseguimos dar origem familiar ao piá, por exemplo, “o piazote dos Borges”. E piazito quando a criança é desconhecida: Quem quebrou o vidro da janela? – Ah! Foi um piazito que estava passando.  Ainda existem os piazinhos, os piazões e a piazada. Gosto da palavra “piá” porque ela está ligada a coração. Você não concorda comigo? – Concordar significa “o teu coração está de acordo com o meu”.

Você poderá gostar também de:

  • Esse conto do Mário de Andrade é maravilhoso. Tomara que os leitores do teu blog se animem em lê-lo.
    E piá é uma forma linda de chamar uma criança, como você diz, essa palavra está ligada ao coração.