Blog do Eloi Zanetti – Consultoria, Palestras e Artigos de Marketing, Criatividade e Vendas

Blog do publicitário e escritor Eloi Zanetti. Consultoria, palestras, artigos e tudo o que você precisa saber sobre marketing e vendas. Curitiba – PR | Rua Senador Saraiva 78 | Telefone 3026-0222

  • RSS
  • Linkedin
  • Facebook
  • Twitter
  • E-mail

Archive for the ‘Crônicas’ Category

As abelhas vivem em uma grande comunidade

Quanto mais as pessoas se ajudam, mais a comunidade prospera. Antropólogos calculam em aproximadamente doze mil anos o tempo em que nós humanos começamos a nos reunir de forma social, em tribos, para melhor sobreviver neste perigoso planeta chamado Terra. Dizem também que, na natureza, os seres vivos, animais e vegetais que mais chances têm de sobrevivência, em longo prazo, são aqueles que mais cooperam entre si, sendo ou não  …




De vez em quando solicito ajuda ao mestre Nelson Rodrigues para me explicar estranhos comportamentos humanos. Ele foi imbatível na criação de frases lapidares, dessas que encerram qualquer questão. Por exemplo, é dele a frase: “Toda unanimidade é burra”. Isto é, quando todos concordam com alguma coisa, com certeza, há algo de errado com ela.  Não sei o porquê, mas existem alguns assuntos da área da administração empresarial que beiram  …




Um amigo me enviou alguns cartuns do Quino em que o autor desfia seu desapontamento e indignação com os tempos modernos e seus novos equipamentos. Tempos modernos! Isso me lembrou Charles Chaplin e o seu clássico filme (1936). Nada tão antigo, nada tão contemporâneo. Quantos remakes já fizeram sobre esse filme e assunto? E antes dele? Eça de Queirós, Fernando Pessoa, Mark Twain e dezenas de outros, até chegarmos à  …




Marketing é a arte de contar histórias. Atrás de toda empresa de sucesso sempre tem uma boa história. O que é que vocês pensam que o Comandante Rolim fazia quando se dispunha a ficar ao lado das escadas dos seus aviões, recebendo os passageiros da TAM nas horas de maior movimento no aeroporto de Congonhas? Ora, inventando histórias para a sua empresa. Ele era um hábil criador e contador de  …




Nunca o ambiente empresarial brasileiro contou com tanta gente “bem preparada” à disposição dos gerenciamentos dos negócios como nos dias atuais. Por outro lado, nunca se viu tanto desperdício financeiro, de tempo e de esforço humano por causa de projetos mal elaborados, planos infalíveis e má-gestão administrativa. As possibilidades se abriram e hoje todo mundo é doutor em alguma coisa – menos na arte da simplicidade. Com mestres em gerenciamento  …




Todo ser vivo transmite de uma geração para outra, para filhos e netos, o seu saber viver. Uma planta, por exemplo, ensina às descendentes, através do código genético, o que ela aprende durante a sua vida, sobre a difícil tarefa da luta pela sobrevivência. Assim, geração após geração, a sua espécie vai descobrindo que atrair insetos pode ajudá-la na polinização e conseguir aliados na defesa da sua integridade. Anos de  …




Hospedado em um hotel em São Paulo, desci ao lobby para matar o tempo, estava livre até que alguém viesse me buscar para uma reunião. Observei que do outro lado da rua existia uma loja de livros usados, um sebo. Como adoro bisbilhotar em velhas livrarias, atravessei a rua e alguém saindo da loja me explicou  – O dono fica ali no bar, do outro lado, tomando cerveja. Você escolhe  …




A ideia e o termo “desobediência civil” começou a ser empregado pelo poeta, filósofo e ativista Henry David Thoureau por volta de 1849 como  forma de protesto contra a opressão do poder político-estadal. O novo modelo de enfrentamento, que nasceu quase junto com as repúblicas, foi motivo de debates e considerações por vários tipos de pensadores, políticos e intelectuais – esquerda e direita e, até pela turma do “muito pelo  …




Já repararam que o passe de craque tem um estilo todo próprio. Geralmente é dado com um toque suave, de chapa, com a força muito bem calculada, como o toque de um taco em uma bola de bilhar. O craque passa a bola assim. Depende de o outro ter a habilidade e a esperteza de saber pegá-la. Para fazer este tipo de passe o craque tem que pensar por milésimos de  …




Há quatro anos elas estão lá, todos os sábados, religiosamente, desde o comecinho da manhã até o inicio da tarde. São as três senhoras ativas da banca do bolinho de camarão da Praça do Homem Nu. Comandadas por Sônia, uma empreendedora nata, moradora de Guaratuba, que se dá ao trabalho de subir a serra, deixando sua casa por volta das três horas da manhã trazendo peixes e camarões frescos e  …